Franz Kafka

Vida

Era uma vez um checo de nome Franz Kafka. Nasceu em Praga a 3 de julho de 1883, na altura em que a República Checa pertencia ao império Austro-Húngaro dos Habsburgos.

Kafka era o mais velho dos seis filhos de um casal de judeus (de expressão alemã), que pertenciam à classe média. Os pais chamavam-se Hermann Kafka e Julie Löwy e tinham um negócio, que os obrigava a estar a maior parte do dia fora de casa e longe dos seus filhos. Este afastamento associado a algum autoritarismo, iria ser determinante na vida (e obra) de Kafka.

O seu percurso académico fez-se sem grandes sobressaltos. Frequentou a escola secundária onde agora é o Palácio Kinský e mais tarde a faculdade de Direito. Após a conclusão do curso ele teve alguns empregos para sobreviver, mas estava sempre insatisfeito. O que gostava mesmo era de se dedicar à literatura.

No ano de 1917 apanhou tuberculose e teve de deixar de trabalhar, sendo obrigado a passar o resto da sua vida em sanatórios e balneários. Kafka pediu que tudo o que tinha escrito fosse queimado. Mas o seu melhor amigo publicou a sua obra após a sua morte. E ainda bem… Se assim não tivesse sido nunca teriamos lido obras primas como O Processo.

Obra

O escritor não foi reconhecido em vida, tendo apenas publicado sete pequenos livros, mas atualmente é considerado um dos mais influentes do século XX.

Kafka (e a sua obra) está intimamente ligado a Praga. Além de lá ter nascido e vivido a maior parte dos seus 41 anos, adorava-a. Numa carta a um amigo escreveu uma vez “Prague doesn’t let go. Of either of us. This old crone has claws. One has to yield, or else. We would have to set fire to it on two sides, at the Vyšehrad and at the Hradčany; then it would be possible for us to get away.”

Tudo o que escreveu encontra-se impregnado do ambiente gótico, sombrio e misterioso de rio que existia em Praga, assim como das marcas do seu passado eslavo e alemão. E por isso visitar a capital checa é de certa forma, visitar Kafka e tentar sentir o ambiente que o envolveu durante tantos anos. Mesmo que Praga tenha mudado um pouco e por consequência o seu ambiente.

Eu li algumas das obras de Kafka e gosto imenso do seu estilo único e caótico. E confesso que a minha vontade de visitar Praga também estava relacionada com este escritor. Por isso quando lá estive quis ver um pouco da cidade em que ele viveu. Não é difícil encontrarmos Kafka em Praga, basta apenas saber para onde olhar. Mas é preciso ter em atenção que Kafka não nomeia explicitamente os locais de Praga. Ele refere-se a eles da forma como os interpreta. É a metamorfose da cidade…

De todos os locais onde fui destaco três sitios que fizeram parte da vida do autor e onde foram construídas obras interessantes, para o homenagear.

Estátua de Kafka

O escritor trabalhou em vários locais na cidade de Praga. Um desses foi uma companhia de seguros na Cidade Nova, onde hoje se encontra o Quadrio Shopping Center.

Como homenagem a Kafka, no ano de 2014 foi construída junto à entrada da área comercial uma escultura gigante designada “K on Sun”. Gostei imenso de ver esta escultura tão original.

Não foi fácil encontrar, tive de perguntar a algumas pessoas na rua e no posto de turismo. Fiquei com a impressão de que não é um local que os habitantes locais conheçam…. Ler as obras de Kafka foi proibido durante muitos anos no país, o que talvez explique que os praguenses não se encontrem muito familiarizados com ele. A Metamorfose, uma das suas mais importantes obras, foi traduzida para checo apenas em 1929.

A estátua é um enorme busto (com 11 metros) espelhado com 42 camadas independentes (que giram) de aço inoxidável. Pesa 45 toneladas e encontra-se quase sempre em movimento. As camadas podem girar em qualquer direção, o que faz com que o busto possa ter aspetos diferentes. É apenas por brevissimos instantes que podemos ver as 42 camadas totalmente alinhadas.

Ao ver esta peça mover-se durante algum tempo, lembrei-me das obras que li e da personalidade complexa e caótica que imagino que Kafka teria e que o terá atormentado.

Estátua de Kafka

Estátua de Kafka

 

Museu Franz Kafka

Kafka mudou várias vezes de habitação, tendo vivido em ambas as margens do rio Vlatava. Um dos locais onde morou foi num apartamento em Mala Strana, num edifício hoje ocupado pela Embaixada Americana.

A cerca de 700 metros desse apartamento encontra-se o museu Franz Kafka, numa antiga fábrica de tijolos, mesmo junto ao rio. Na minha opinião é um ponto obrigatório para quem quer conhecer melhor a vida e obra deste famoso escritor. Para mim foi especialmente interessante ver a letra de Kafka num papel e imaginá-lo a escrever todas aquelas cartas para amigos e amores, assim como todas as obras que já li em livro e que tanto gostei.

A exposição que constitui o museu começou por estar em Barcelona, seguidamente em Nova Iorque e só em 2005 é que se instalou em Praga. É possível dividi-la em duas seções:

  • O espaço existencial – é explicada a forma como Praga influenciou a vida do escritor;
  • A topografia imaginária. é abordada a forma como Kafka via Praga e a transformava na sua imaginação.

No acesso ao museu encontra-se uma peça que faz lembrar um pouco a cabeça de Kafka, até porque foram desenhadas pelo mesmo artista. Ambas as esculturas são constituídas por camadas que se movem de forma independente. A que se encontra no acesso ao museu é constituída por dois homens (com 2,10 metros cada um) em frente um ao outro, a urinar para uma zona no chão que possui o formato da República Checa.

Ambos os homens vão-se mexendo há medida que urinam, tornando a cena incrivelmente real. Na altura não sabia, mas depois de estar em Praga, descobri que é possível enviar mensagem para o número que está exposto junto à escultura e esperar que os homens “escrevam” com a urina o texto que tivermos enviado!

Estátua junto ao Museu Franz Kafka

Estátua junto ao Museu Franz Kafka

Estátua de Franz Kafka

Na proximidade do local onde o pai de Kafka tinha o seu negócio encontra-se desde 2003 uma estátua de bronze. É uma obra em que se vê um homem às cavalitas de um fato vazio, sem ninguém que o vista. Tem 3,75 metros e pesa 800 kg.

É uma daquelas coisas que provavelmente ninguém vai entender muito bem o que significa, num primeiro olhar. Mas quem se lembrar da obra Description of a Struggle vai perceber que a estátua foi inspirada no que foi um dos primeiros contos do escritor.

Estátua de Franz Kafka

Estátua de Franz Kafka

Ao passear por Praga senti que Kafka e a cidade se encontram intimamente relacionados, tal como era a minha expetativa. Tudo o que o escritor era e tudo o que escreveu está impregnado de todo o mistério e misticismo que ainda se consegue imaginar que Praga seria há uns bons anos atrás.

Pin It on Pinterest

Share This