O arquipélago da Madeira é uma região autónoma de Portugal.

Localiza-se no oceano Atlântico, a 978 km de Lisboa e a 700 km da costa africana. É constituído por 8 ilhas.

A ilha da Madeira é a maior e onde se encontra a capital, a cidade do Funchal. É bastante acidentada e é aqui que se encontra um dos picos mais altos de Portugal. O Pico Ruivo tem 1862 metros e é o 3º mais alto do país.

Porto Santo é a segunda maior ilha do arquipélago. É plana e muito conhecida pela praia de areia fina e dourada com uma extensão de 9 km e um lindo mar turquesa.

Existem também as ilhas Desertas, sendo elas a ilha do Chão, a Deserta Grande e o Bugio. De origem vulcânica, têm uma faixa litoral de 37.700 metros, com escarpas muito inclinadas.

O arquipélago da Madeira é ainda constituído pelas ilhas Selvagens, formadas por 2 ilhas principais e várias ilhotas. Também são de origem vulcânica e muito agrestes, são um santuário para aves.

Tanto as ilhas Desertas como as Selvagens são desabitadas.

A primeira ilha do arquipélago a ser descoberta foi a de Porto Santo, em 1418.

Foi descoberta após a embarcação de João Gonçalves Zarco ter saído da rota devido a uma tempestade. O seu nome poderá ter sido dado pelo navegador em sinal de gratidão, uma vez que foi na ilha que encontrou refúgio.

É em Porto Santo que se encontra a casa onde viveu Cristovão Colombo. Este navegador genovês passou lá algum tempo depois de casar com Filipa de Moniz, filha de Bartolomeu Perestrelo (1º Capitão Donatário do Porto Santo). Durante a sua estadia preparou a viagem que se iria tornar a Descoberta da América.

Um ano depois da descoberta da ilha de Porto Santo, foi a vez da Madeira. Os navegadores portugueses que lá chegaram foram Tristão Vaz Teixeira, Bartolomeu Perestrelo e Zarco. Foi chamada de “Madeira” por existir uma grande abundância dessa matéria-prima. As restantes ilhas do arquipélago foram alvo de exploração alguns anos mais tarde.

Em 1425 iniciou-se a colonização do arquipélago, com pessoas do Algarve (região sul de Portugal Continental). Os primeiros colonos tiveram de debastar a densa floresta da ilha da Madeira e construir canais de água, designados de levadas. Estes canais de irrigação encaminhavam água da zona norte para o lado sul da ilha. Atualmente são uma das principais atrações da ilha.

Por esta altura foi introduzida a cana-do-açúcar na ilha da Madeira. Com esta cultura agrícola o Funchal prosperou e no século XV foi um porto de escala obrigatório para as principais rotas comerciais.

Nos séculos XVII e XVIII surgiu uma nova cultura que foi muito importante para a economia, o vinho. Shakespeare cita o vinho madeirense na peça “Ricardo III”, onde um personagem morre afogado num tonel de vinho.

Mais recentemente a Madeira tornou-se uma referência obrigatória para a aristocracia europeia e atualmente floresceu para o setor turístico.

Vale mesmo muito a pena ir visitar a Madeira. Foi considerada o melhor destino insular do Mundo e da Europa, em 2015… Vá ver.

Leia aqui sobre os Açores, o outro arquipélago português http://viajarpelahistoria.com/nome-acores/#more-1183

Pin It on Pinterest

Share This