O Empire State Building é uma atração obrigatória em Nova Iorque. É símbolo da cidade e do próprio país.

Localiza-se na área central da ilha de Manhattan, conhecida por Midtown. É um arranha-céus de estilo Art Déco com 102 andares e uma altura de 443 metros, se contarmos com a torre da antena que foi colocada posteriormente. Foi a estrutura mais alta do mundo durante 40 anos, até o World Trade Center ter sido construído.

A história começou em 1799 quando a cidade de Nova Iorque vendeu um terreno baldio a John Thompson, um agricultor. O terreno foi cultivado durante 26 anos.

John vendeu o terreno a Charles Lawton, que 2 anos depois vendeu por sua vez à famosa família Astor. Nesta altura o terreno passou a ser uma propriedade de investimento.

Pouco depois foram construidas 2 mansões que quando demolidas deram lugar ao complexo conhecido como Hotel Waldorf Astoria.

A Bethlehem Engineering Corporation comprou o hotel e foi criada a Empire Sate, Inc. No ano seguinte, em 1930, começou a construção do Empire State Building. William F. Lamb da empresa de arquitetura Shreve, Lamb & Harmon, projetou o edifício, tendo tido indicações para fazer algo grande. O arquiteto baseou-se no edifício Reynolds de Wiston-Salem localizado na Carolina do Norte.

A construção evoluiu a um ritmo de 4 andares por semana e a equipa de construção era composta por 3500 homens, a grande maioria imigrantes da europa. Ficou concluído em 410 dias.

Os primeiros propietários planearam colocar um mastro no topo do edifício, que servisse de local de amarração para dirigíveis e para que o edifício fosse maior do que o Chrysler Building. Mas chegou-se à conclusão de que a amarração de dirigíveis poderia ser perigosa e o plano foi abandonado. Atualmente o mastro é a base da antena de TV.

Inauguração

Em 1931 o presidente Hoover inaugurou o edifício. No dia 1 de maio desse ano apertou um botão em Washington D.C. que fez accionar o sistema de iluminação do prédio.

A inauguração ocorreu na altura da Grande Depressão e por sso esteve parcialmente vazio durante alguns anos. Os habitantes da cidade chamavam-no de Empty State Building.

Dois anos depois da abertura do arranha-céus estreou em Nova Iorque o filme King Kong. Um gigantesco gorila está solto em Nova Iorque e captura a estrela do filme, levando-a consigo para o topo do Empire State Building. A imagem do gorila no topo do edifíco a combater os aviões que o caçavam ficou imortalizada.

Seguiu-se uma sucessão de investidores e empresas, até que em 2013 o Empire State Building se tornou público.

A Sociedade Americana de Engenharia Civil nomeou o Empire State Building como uma das 7 maravilhas do mundo moderno.

Decks

Atualmente existem dois decks que se podem visitar no arranha-ceús. Um fica no piso 86 e o outro no piso 102. O observatório do piso 86, a 320 metros de altura, é ao ar livre e já foi palco de inúmeros cenas de televisão e de cinema. Daqui é possível ter uma visão panorâmica da cidade de Nova Iorque.

Além dos observatórios também é de destacar o lobby com uma imagem em relevo de 11 metros de altura do edificio e a galeria da 5ª avenida onde se encontram expostas peças de arte.

Um outro aspeto interessante é a iluminação do Empire State Building. Desde 1976 que a luz da torre muda para assinalar datas ou eventos especiais.

Quando estive em Nova Iorque hesitei entre ir ao Empire State Building ou ao Rockfeller Center, conhecido por The Rock. Na maior parte da informação que li recomendavam ir ao The Rock, porque desta forma tinha-se uma panorâmica lindissima da cidade, com o Empire State Building incluído.

De facto, a partir do piso 70 do The Rock temos uma perspetiva brutal sobre o Empire. É o edifício que se destaca no horizonte. É lindissimo. Mas da próxima vez que vá a Nova Iorque vou conhecer por dentro o Empire.

Pin It on Pinterest

Share This