As ilhas Phi Phi são umas das mais conhecidas na Tailândia e no mundo. Desde que Leonardo DiCaprio filmou em Maya Bay o filme “A Praia” que este local ganhou destaque. É um destino um pouco turístico, mas evitando as multidões, vemos que realmente é um paraíso.

Vamos então conhecer um pouco melhor este bocado da Tailândia.

Quando falamos de Phi Phi estamos a falar de um arquipélago composto por 6 ilhas, sendo elas a ilha Phi Phi Don, Phi Phi Leh, Mosquito, Bamboo, Bida Noi e Bida Nok. Todas elas estão integradas no Parque Nacional Phi Phi-Hat Nopparat, tendo proteção ambiental.

Até cerca de 1940 todo o arquipélago encontrava-se desabitado, altura em que a ilha de Phi Phi Don foi habitada por pescadores muçulmanos. Atualmente apenas esta ilha continua a ser habitada.

As ilhas localizam-se no Mar de Andaman, relativamente perto de Phuket, na região sudoeste da Tailândia. A maior parte da sua área é ocupada por enormes rochas calcárias que se projetam sobre o mar. A vegetação é luxuriante e as praias são um sonho. A areia é dourada e a água do mar é azul-esverdeada e super cristalina. Os barcos parecem flutuar….

Phi Phi Don

A Phi Phi Don é a maior de todas as ilhas do arquipélago. Tem um formato interessante, com uma faixa de areia que parece ligar 2 ilhas diferentes. Nessa faixa de areia encontra-se a aldeia de Ton Sai, onde se concentram alguns alojamentos, bares e restaurantes. É muito giro percorrer as ruas da aldeia e entender um pouco da cultura local.

É uma ilha pequena, por isso as deslocações são feitas a pé ou de bicicleta. Não há carros por aqui. Entre alguns locais da ilha, talvez tenha de andar de barco, pois pode não haver caminho por terra possível. As rochas e a densa vegetação muitas vezes não o permitem.

O ponto mais alto é conhecido por viewpoint e fica a 186 metros acima do nível do mar. Vale bem a pena subir até lá e ver toda a ilha. Se tiver tempo aconselho ir várias vezes a horas diferentes do dia, para ver as várias tonalidades de cores. Mas pelo menos vá ao pôr-do-sol.

Se existir outro tsunami, é para o viewpoint que as pessoas se devem encaminhar. Existem imensas placas na ilha com essa indicação.

As praias mais movimentadas são as de Ton Sai e Ao Lo Dalam, mas na minha opinião, as melhores são as que têm menos turistas como Monkey beach.

Eu quando lá estive quis experimentar um pouco dos 2 lados desta ilha. Fiquei num hostel na aldeia de Ton Sai para conhecer um pouco da ilha e depois uns dias num resort com praia privada. Se puder… faça o mesmo.

Phi Phi Leh

É na Phi Phi Leh que fica a Maya beach, “A Praia”. A beleza é inegável, sem qualquer dúvida. O passeio de barco a partir da Phi Phi Don é obrigatório.

À medida que o barco se vai aproximando de Maya beach, vamo-nos aproximando de um cenário completamente paradisíaco. Este foi um dos lugares mais bonitos onde já estive.

O barco que me levou até lá, teve de me deixar uns metros afastada da areia, por causa das pedras que há no mar. Saí então para a água e fui andando devagar até à areia. Tive sorte e estavam pouquíssimas pessoas. A expetativa que eu tinha foi largamente superada. Percebi porque é que esta praia era um tesouro que ninguém queria partilhar!

A praia está rodeada de uma vegetação luxuriante e de falésias com cerca de 100 metros de altura. Não é só o mar e a areia que são incríveis, é toda a envolvência.

Nesta ilha também é muito interessante ir a uma gruta que popularmente é designada de Viking Cave. Este nome está relacionada com o facto de lá existirem pinturas de barcos que se assemelham aos que eram utilizados pelos vikings.

Estas ilhas são lindíssimas e por isso recomendo bastante uma visita. São pequenas, mas de qualquer forma há muitas atividades para fazer. Boas praias com muito movimento e outras muito tranquilas, restaurantes onde é possível comer um bom pad thai, lojinhas interessantes e imensos desportos de água. Eu falei das ilhas mais conhecidas, mas é só falar com um dono de um barco e combinar o preço para ir a qualquer uma das outras.

Pin It on Pinterest

Share This