O arquipélago das Bahamas encontra-se localizado na América Central, relativamente próximo de Cuba e de Miami.

Na ilha de New Providence está a capital Nassau, a cidade mais populosa e o centro comercial. O idioma oficial é o inglês e a moeda o dólar das Bahamas.

Antes da chegada de Cristóvão Colombo as ilhas eram habitadas por índios Lucayan, que viviam em cabanas de palha. Colombo deu-lhes o nome de Bahamas (que significa ilhas com águas pouco profundas) e tomou posse delas, sob as ordens de Espanha. Os índios foram sendo levados como escravos, o que acabou por eliminar toda a população nativa em 25 anos.

As ilhas das Bahamas encontravam-se na posse dos espanhóis, mas não estavam ocupadas por eles. Por isso, em 1648 quando alguns colonos ingleses, que procuravam liberdade religiosa, chegaram a uma das ilhas, acabaram por se  estabelecer. Mas esta primeira colonização foi um fracasso.

Nesses mesmo anos (fim de 1600 e o início de 1700) as Bahamas tornaram-se uma base para muitos piratas. Nassau foi mesmo proclamada de República dos Piratas e o famoso Barba Negra era o juiz que aplicava a lei. Além de despovoadas, as ilhas eram um maravilhoso esconderijo com águas pouco profundas e estavam muito próximas da rota de navegação dos galeões (navios) espanhóis, cheios de ouro. A escolha de Nassau como base estratégica poderá ter sido devido ao seu porto ser abrigado e seguro. Eram fatores muito apetecíveis para os piratas!

Perante todo este cenário, o pirata Woodes Rogers foi nomeado governador pelo governo inglês, com o objetivo de manter as Bahamas sob controlo. Desta forma, os assaltos realizados foram reduzidos. Anos mais tarde, a 10 de julho de 1973 é que ocorreu a independência do país dos ingleses.

Nestas ilhas existe calor todo o ano, praias de areia fina e dourada e água quente, o que faz com que seja um destino turístico de milhares de pessoas. Além disso, ainda tem uma história muito interessante.

Aconselho visitar o Pirates Museum of Nassau para conhecer histórias de quando Nassau era República dos Piratas.

Leia o meu artigo sobre as Caraíbas para ficar a saber mais sobre esta região. http://viajarpelahistoria.com/regiao-caraibas.

Pin It on Pinterest

Share This