O Skansen é um dos museus ao ar livre mais antigos do mundo. Localiza-se numa das 14 ilhas que formam a cidade de Estocolmo. É a Djurgarden e ocupa 30 hectares. Esta ilha começou por ser uma coutada real, onde eram mantidas renas, veados e alces. Atualmente é um imenso parque natural, tendo sido o 1º parque de cidade do mundo.

Este museu foi a 1ª atração que visitei em Estocolmo. De tudo o que já tinha pensado ir visitar foi por onde quis começar. Pareceu-me ser um local ideial para conhecer os costumes e tradições suecas e as tradicionais casas de madeira. Ir ao Skansen é passear por 5 séculos de história da Suécia. Foi um começo em grande 🙂

O fundador

Foi o professor e linguista sueco Artur Hazelius quem teve a ideia de criar um dos primeiros museus a céu aberto do mundo. Durante as viagens que realizou pela Suécia, Artur verificou que as tradições antigas se estavam a desvanecer, com a influência da moderna era da industrialização. Assim sendo, ele pretendia recriar a cultura do seu país, para que nunca fosse esquecida e para que todos soubessem como se vivia antigamente. Queria mostrar o ambiente que se vivia, as tradições dos habitantes, assim como a fauna e flora típica do país.

No ano 1873 criou o Nordic Museum (agora Nordiska museet) e alguns anos mais tarde o Skansen.

Artur passou os seus últimos anos na casa Gula Huset, que se localiza no Skansen.

O que ver

No Skansen foram trazidas cerca de 150 casas tradicionais, lojas, armazéns, fazendas e igrejas de zonas diferentes da Suécia. Na área do museu também podemos encontrar um jardim zoológico com ursos, renas e alces.

Grande parte das estruturas existentes estão ocupadas por pessoas vestidas de forma tradicional que se encontram a realizar tarefas à forma antiga. Vemos padeiros, oleiros, sopradores de vidro e outros artesãos a realizar tarefas como se fazia há algum tempo atrás.

É interessante saber que muitos dos artefatos que se encontram expostos foram pessoalmente recolhidos pelo fundador do museu.

As casas estão agrupadas geograficamente. No norte do parque estão as casas da Lapónia, no centro as casas do centro do país e na zona sul do museu podemos ver as casas de Skane e Smaland. Estas 2 são províncias localizadas a sul da Suécia.

Recomendo guardar um dia inteiro para percorrer os caminhos de todo o parque e conhecer a história da Suécia. Se não conseguir reservar tanto tempo não perca as atrações que explico a seguir.

Armazém Vasteit

Este é o edifício mais antigo do museu e atualmente o único que não é sueco. É um armazém de madeira noruguês do século XIV. Na época em que o Skansen foi construído a Suécia e a Noruega ainda se encontravam unidos.

Quinta de Alvros

Neste espaço é possível observar como se vivia no norte da Suécia. Podemos visitar o edifício principal e alguns outros dedicados à criação de gado e à agricultura.

Vai perceber como eram utilizados os utensílios antigos nas atividades do dia a dia.

Fosso dos ursos

No Skansen existem vários animais típicos de toda a escandinávia. Destaca-se o urso pardo, de cor castanha. Este é o maior predador da Suécia e ainda hoje se encontra na área a norte.

Pin It on Pinterest

Share This